Finais decididas no ano seguinte não se resume apenas ao amadorismo: Veja outros casos que aconteceram no profissional


A final do Campeonato Jaguaribano de Futebol de 2017 entre Vila Real e Sport Moreira aconteceu no sábado passado (20/01) com o título ficando para o Vila Real que venceu o Sport nos pênaltis por 7 a 6, após empate por 0 a 0 no tempo normal. De inicio a final estava programada para o dia 23/12, mas por conta da realização dos Jogos do Vale em Jaguaribe a data da final foi remanejada para essa data.

O fato de campeonatos que estavam programados para iniciarem e terminarem no mesmo ano e acabam terminando no outro ano não resume apenas no futebol amador, mas no futebol profissional já houveram muitos casos desse tipo. Veja alguns casos:

O campeão do Campeonato Brasileiro de 1973 foi conhecido apenas no dia 20 de fevereiro de 1974 com o Palmeiras ficando com o título. Em um quadrangular final que teve ainda São Paulo, Cruzeiro e Internacional, o Verdão ficou com o título após empate por 0 a 0 contra o São Paulo.

A edição de 1977 do Brasileirão foi decidida entre Atlético Mineiro e São Paulo, mas a mesma aconteceu no dia 05 de março de 1978 com o Tricolor Paulista ficando com o título vencendo o Galo por 3 a 2, após empate por 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação.

Ainda na década de 70, o Campeonato Paulista de 1978 teve o seu campeão conhecido apenas no dia 28 de junho de 1979. O San-São daquele ano foi decidida em três partidas com o Peixe vencendo a primeira por 2 a 1, na segunda partida houve empate por 1 a 1 e na terceira o São Paulo venceu por 2 a 0, mas com empate em 0 a 0 na prorrogação o Santos ficou com o título por ter feito melhor campanha durante toda a competição.

Na década de 80 aconteceram outros dois casos. O Campeonato Brasileiro de 1986 teve o São Paulo como campeão vencendo o Guarani na grande final que aconteceu em fevereiro de 1987 em uma das maiores finais da história do futebol brasileiro. 

O jogo de ida no Estádio do Morumbi terminou empatado por 1 a 1 no dia 22/02 e na partida de volta realizada no Estádio Brinco de Ouro, em Campinas no dia 25/02 repetiu-se o mesmo placar do jogo de ida, levando o jogo para a prorrogação que terminou empatada em 3 a 3, com o São Paulo marcando o gol nos últimos minutos da prorrogação e levando a disputa para os pênaltis com vitória do São Paulo por 4 a 3.

Bahia e Internacional fizeram a final do Brasileirão de 1988 que aconteceu em fevereiro de 1989. No primeiro jogo ocorrido no dia 15 o Tricolor Baiano venceu na Fonte Nova em Salvador por 2 a 1 e no jogo da volta ocorrida no dia 19 no Beira Rio, em Porto Alegre o empate em 0 a 0 deu o título brasileiro ao time baiano.

No ano de 2000, Vasco e São Caetano decidiriam a Copa João Havelange no dia 30 de dezembro no Estádio São Januário, no Rio de Janeiro. A partida de ida terminou empatada em 1 a 1 no antigo Palestra Itália (hoje Allianz Parque) e um empate sem gols daria o título ao time carioca.

A partida de volta acontecia até os 23 minutos do primeiro tempo quando o alambrado do Estádio São Januário caiu e acabou ferindo 168 pessoas, ocasionando o cancelamento da partida por ordem do então governador do estado do Rio, Anthony Garotinho e gerando revolta do ex-presidente do Vasco, Eurico Miranda que o chamou de "frouxo" e de "incompetente". A partida foi marcada para o dia 18 de janeiro de 2001 no Maracanã e o Vasco venceu o São Caetano por 3 a 1.

Em 2001, Flamengo e San Lorenzo decidiriam a extinta Copa Mercosul no dia 19 de dezembro, em Buenos Aires, mas a Conmebol acabou adiando a final para o dia 24 de janeiro de 2002 por conta dos vários protestos que aconteciam na capital argentina devido a grave crise econômica e política que culminaram com a renuncia do então presidente argentino Fernando De La Rua.

Com a final remanejada para o ano seguinte as duas equipes empataram por 1 a 1 com o jogo de ida empatado em 0 a 0 no tempo normal. Como não tinha o gol qualificado a decisão foi para os pênaltis e o San Lorenzo venceu o Flamengo por 4 a 3. 

Comentários